Depressão - a minha Gaiola de Ouro

Gaiola-de-Ouro

Eu ouvi a primeira vez este termo durante a minha formação em Constelação Familiar: PRISÃO DE OURO ou Gaiola de Ouro! Vi este termo novamente quando o jogador Neymar foi transferido para o PSG.

Prisão de ouro, é quando se está preso a algo que não consegue sair. É como se fosse uma prisão onde o espaço entre as grades é tão largo que se pode sair a todo instante. Como se a gaiola estivesse aberta e o pássaro la dentro não fugisse se quer saísse.

E porque estou falando isso… pois a depressão foi exatamente assim para mim. Minha mente dizia: Tiko você precisa sair deste lugar, mas não tinha nada me prendendo ali. E nem nada que me fizesse reagir a depressão.

Era uma luta interna. Consciente de que precisava melhorar, animar, fazer algo e força zero para sair dali. As dores no corpo, dores físicas mesmo, surgiram como quem está acorrentado a um lugar. A algo. Dor nas pernas, no estômago, cabeça. Vontade de vomitar sem ter comido nada.

E a porta estava lá, aberta. E eu sem forças para me levantar da cama e reagir. Minha mente gritava, vai… aproveita, sai! Corre, foge. E nada… sem reação. Se passaram dias, em que eu dormia o tempo todo. E noites acordados agonizando a minha dor.

Quem passava e me via ali ou convivia comigo, tentava me motivar sem muito êxito.

Sabe o que é estranho? Eu comecei a gostar daquele lugar. A me acostumar com o fim, com a dor. Esperando que acabasse logo. Será que se eu continuar sem comer o fim vem logo? Alguma outra doença me leva?

Não… não veio! Mas uma luz surgiu e eu tive um minuto de coragem. De força e me levantei.

Tinha pressa em sair dali. E a terapia me jogou para fora da prisão da minha mente.

Foi tão difícil sair dali, daquela luta. Que hoje tomei isso como missão. E ajudo pessoas a sair da depressão. E você topa? Bora sair deste lugar escuro? Me dá sua mão, vamos? Eu te ensino o caminho.

Scroll to Top